VMB 2005 - A Noite dos Pelegos

Mais um VMB que também não. E alguém poderia se perguntar: e poderia ser diferente? A resposta mais simples é: não.

Vejam vocês, a MTV resolveu aproveitar a entrega do 11º Vídeo Music Brasil para ironizar aqueles, a ZeroZen e o resto da humanidade incluídos, que acreditam que o prêmio, entre aspas, é mais falso do que uma nota de 13 dólares na cueca do assessor do irmão do Genuíno. E pior, usar isso como tema da noite.

Mais uma vez usando um tom didático de quem acha que pode dar moral ou é uma espécie de oráculo para juventude brasileira. A MTV resolveu ironizar um evento que numa escala de zero a dez possui um traço de credibilidade.

Ao atenuar o tom de farsa do VMB, como se isso fosse necessário, a MTV acabou errando o alvo. E dando um tiro no próprio pé. Pois acabou dando a impressão que algumas das novas categorias como, Melhor Performance Ao Vivo, Banda dos Sonhos ou Ídolo MTV eram na verdade categorias de mentirinha. Na verdade essa é a esperança de muita gente, já que essas novas categorias estão entre as mais estúpidas e patéticas imaginadas.

Ninguém parece perceber na emissora que esse não é o momento para ironias. Afinal de ironias depoimentos de CPI e eventos de comunicação social estão cheios. Enquanto o VMB perde credibilidade a cada ano, premiações de fundo de quintal e faixa-branca como o Prêmio Multishow acabam caindo no gosto do público. Pois simplesmente não possuem pretensão maior do que encher o ego dessa gentinha fraca do meio musical brasileiro.

Vamos deixar uma coisa bem clara: o VMB é um prêmio corporativo ( leia-se bancado pelas gravadoras) que tem pouca ou nenhuma influência do público da MTV. Logo podem fazer as gracinhas que quiserem, pois como nossos políticos vocês não estão enganando ninguém. A diferença é que no caso da MTV ninguém se importa.

Vejam vocês a MTV brasileira segue o exemplo da MTV americana que no último Movie Awards resolveu dar prêmio de melhor filme, geralmente vencido por um desses blockbusters hollywoodianos, para ‘Napoleon Dynamite’ um filme produzido pela própria MTV e que fora um fracasso de bilheteria. A MTV Brasil usando a desculpa universal: só está fazendo o que às outras emissoras sempre fizeram...

No fundo a MTV é como o PT veio para revolucionar, mas acabou fazendo o que todas emissoras/governos já fizeram. Só que pior.

Notas

• O apresentador da noite Selton C. de Mello foi acompanhado durante todo o evento pela banda Limusines cujo repertório se resumia a versões lounge para músicas como The Witch dos Sonics e outros clássicos do rock. Agora quem disse para Selton que ele sabia cantar cometeu um grande erro...

• Marcos Mion-lon Mole conseguiu convencer a MTV a levar todos os participantes do seu programa Covernation ao VMB. Se isso tinha qualquer razão de ser pergunte a algum comunicólogo, pois só eles são capazes de entender os exercícios de metalinguagem da emissora. Mion aproveitou inclusive para fazer mímicas dos concorrentes da noite como ele faz no seu programa. Agora por que diabos ele precisa fazê-las sem camisa? Se ele acha que isso vai aumentar seu cachê para revista G-Maganize, está muito enganado...

• Enfim a vitória da banda Leela como revelação explica afinal por que diabos a presença de Mion. Afinal a vocalista Bianca é um cover de Arvil Lavigne.

• Lobão, aquele mesmo que certa vez declarou para Folha de S. Paulo que a MTV cobrava 10 mil reais (o preço de um mensalinho) de jabá para veicular video-clips de artistas brasileiros na sua programação. Pode ser visto todo faceiro pela festa, sendo inclusive entrevistado pela VJ Sarah. Do que se conclui que não é só na câmara que tudo acaba em pizza.

• Falando na VJ Sarah... Durante o pós-show ao entrevistar Vanessa Camargo a VJ parecia genuinamente admirada no fato de Vanessa ter cantado “Rock das Aranhas” de Raul Seixas num medley junto com Felipe Dylon. Tipo REALMENTE interessada, apesar de Vanessa não parecer entender o porquê de tanta admiração... Vai ver ela não é entendida no assunto...

• Ainda a VJ Sarah: ao entrevistar Sidney Magal, perguntou o que ele achava de Marcelo D2 ter ganho o prêmio de MPB numa tentativa de brincar com o esdrúxulo prêmio dado ao pseudo-rapper. Mas Magal muito sério lascou: eu gosto muito do D2. Eu fui no Prêmio Multishow e ele também ganhou tudo. O que deixou Sarah completamente sem resposta.

• Depois de vencer por sabe lá quantos VMBs, ninguém está contando, o Link Park não ganhou desta vez o prêmio do melhor clipe internacional. A honra coube ao Síndrome of a Down, digo System of Down.

• Três anos seguidos de vitórias de Marcelo D2, por um CD lançado em 2003!!! Qualê, Qualê... Marcelo D2 inclusive esnobou o prêmio: "Não sei o que estou fazendo aqui. Eu odeio MPB. Música popular brasileira, pra mim, é o samba". Olha levando em conta que um dos concorrentes dessa categoria era “O Vento” dos Los Hermanos e que esse clip estreou tipo uma semana antes do VMB... Até faz sentido.

• Falando em Los Hermanos ninguém deve se lembrar, mas eles se apresentaram no evento!!! Interpretando a chata e supracitada “O Vento”. E como o último álbum dos caras não fez nem brisa...

• A participação da Daniella Cicarelli no VMB 2005 reflete bem sua situação na casa. Depois de praticamente tomar conta da emissora em 2004, este ano ela apenas apresentou o show da “Banda dos Sonhos”, sem muito destaque ou alarde. A MTV realmente ficou ressentida com o imbróglio do casamento relâmpago com o craque da seleção Ronaldinho. Afinal como alguém pode comandar um programa de namoros na TV se sequer consegue manter um casamento de interesse?

• Falando em Daniella Cicarelli... o Serginho Mallandro ligou e deixou o seguinte recado: ele quer o programa dele (Presepada) de volta.

• Todos os vencedores do VMB participaram nas últimas semanas do programa VJ’s em Ação: Nazi(Ira!), Bianca Jhordão(Leela), Rafael (Autoramas), Badauí (CPF 22)...

• Sem falar que os grandes vencedores da noite, o CPF 22 fizeram Na Casa MTV e Banda MTV, e mais algumas outras porcarias com a marca MTV. Mas isso é obviamente uma mera coincidência...

• Apesar de ter sido entrevistado no início da festa Nazi do Ira! Não foi receber o prêmio de Melhor Performance Ao Vivo em Clipe, também conhecido como subterfúgio inventado pela MTV para premiar seus acústicos e ‘Ao Vivos’ execráveis. Assinale abaixo a alternativa que melhor representa a razão pela qual o músico não foi receber o prêmio:
A) Nazi estava no banheiro, fazendo o quê fica para imaginação de cada um.
B) Nazi pensou que o próximo show era o da Pitty.
C) Nazi lembrou que era o dia do primeiro capítulo da última temporada de Will and Grace ele se esquecerá de programar o videocassete
D) Nazi saiu para fumar um cigarro. De quê fica para imaginação de cada um

• Dos novos prêmios, o mais babaca e sem fundamento, é o de “Banda dos Sonhos”. Isso não é um prêmio: é um tópico de fórum de Internet. Sério. Sem falar que quem acreditou que a ‘Banda dos Sonhos’(sic/sci-fi) formada por Japinha (CPM 22) na bateria, Champignom (Revolucionários) no baixo, Edgard Scandurra (Ira!) na guitarra e Pitty no vocal tocou de improviso "I Wanna Be Sedated", dos Ramones. Acredita em coelhinho da Páscoa e Papai Noel. Ou para entrar no clima da noite acredita que o mensalão não existiu.

• Ninguém sabe para onde o pessoal do Cachorro Pequeno, digo, Grande vão, mas o vocalista vai com certeza acabar nos alcoólatras anônimos...

• O prêmio de Ídolo MTV vencido pela Pitty (Vacant) é uma daquelas estultices que só a MTV faz para você. Trata-se de um prêmio escolhido pela audiência, fala sério, onde o público é livre para votar em quem quiser desde que esteja na lista de artistas oferecidos pela MTV. Gostaria que alguém explicasse os critérios e o conceito do prêmio. Já que ídolo não é que nem cueca, que se troca uma vez por ano.

• No momento Prêmio Multishow da noite, a MTV premiou Gabriel O Pescador, figura que só o canal pago da Globo ainda perde seu tempo em promover, com o Melhor Videoclip Pop por "Palavras Repetidas". Aquela música em que Gabriel O Aproveitador rouba o refrão de uma música da Legião Urbana, usando o mesmo truque de Eminem em 'Stan', para fazer suas rimas fracas em cima. A ironia do rapper, entre aspas, ganhar o prêmio de videoclip pop não passou despercebida... Mas se Marcelo D2 pode ganhar MPB, está tudo em casa.

• Shows de Dado Villalobos & Aborto Elétrico, Ultraje, Paralamas e Titãs. É a MTV incentivando a ‘nova’ música brasileira...

• Falando em Titãs, o que resta da banda—, three down, four to go—, fecharam a noite tocando a nova 'Vossa Excelência'. Com aquela urgência de quem já passou do horário de dormir e a revolta de quem tem todas as contas pagas os Titãs fizeram uma crítica inócua, mais uma, aos políticos brasileiros. Mas vale notar que a geração roqueira dos anos 80 é formada em sua maioria por filhos de políticos. E se todo político é filho da puta... Nas palavras de Roger do Ultraje “o problema são os filhos dessa gente...”

• Os grandes vencedores da noite foram Chorão e Caetano por não darem as caras no evento.