Jogos, Trapaças, e Dois Canos Fumegantes

jogos.jpg (13211 bytes)

O quão moderno você é quando precisa de um narrador em off para explicar o que está acontecendo na tela? Jogos Trapaças, e Dois Canos Fumegantes é desse tipo de filme que quer ser moderninho, mas acaba voltando ao básico da coisa. A história gira em torno de uma série de desencontros e acasos e tem exatamente tudo o que título indica e mais um pouco. Tem um jogo de pôquer, têm trapaças e têm vários canos fumegantes. Não necessariamente nessa ordem.

Quatro amigos levantam 100 mil libras, todo dinheiro que possuem, para entrar num seleto jogo de pôquer, com mafiosos e outros tipos suspeitos. Como não poderia deixar de ser, eles saem do jogo devendo até as calças. Os quatro têm agora uma semana para levantar 500 mil libras. Caso contrário vão se ver, literalmente, em maus lençóis.

Escrito e dirigido pelo estreante Guy Ritchie— atual xaveco da Madonna— Jogos, Trapaças etc. é um filme acima da média, bastante influenciado pelo novo cinema inglês de gente como Danny Boyle e pelo aparecido Quentin Tarantino. O filme tem uma edição inventiva e um roteiro bem amarado, apesar de as vezes um pouco inverossímil.

Como todo filme mordeninho que se preze Jogos Trapaças, e Dois Canos Fumegantes tem uma excelente trilha sonora, que conta com músicas de artistas consagrados como James Brown e bandas como seminais como The Stooges.

Saulo Gomes

( Lock, Stock and two Smoking Barrels, Inglaterra, 1998) Direção:Guy Ritchie. Elenco: Jason Flemyng, Dexter Fletcher, Nick Moran, Jason Statham, Steven Mackintosh, Vinnie Jones, Sting. 105 min..

Voltar