The Hammer

The Hammer The Hammer The Hammer

O problema com a comédia independente "The Hammer" é aceitar a idéia que o comediante Adam Carolla, conhecido por aqui como um dos apresentadores do The Man Show, possa ser um boxeador. Mas se alguém pode tolerar Sylvester Stallone em "Rocky" isso talvez não seja difícil. Agora acreditar que Adam seja capaz de competir por uma vaga para às olímpidas, aí já é pedir demais.

No filme, Adam Carolla é Jerry Ferro, “The Hammer”, o martelo, um ex-lutador que agora sobrevive como carpinteiro. Mas não por muito tempo. Logo no início da película, no dia do seu aniversário de aniversário de 40 anos, ele perde o emprego e para completar o quadro da dor é abandonado por sua namorada.

Num daquelas reviravoltas providenciais do cinema, Adam consegue um emprego numa academia de ginástica, como instrutor, mesmo estando fora de forma, decadente e ter problemas com álcool. Convenhamos com esse currículo, na vida real, ele arranjaria um emprego na ZeroZen e olhe lá. O pior é que na academia ele ainda descola uma chance de competir por uma vaga na equipe olímpica americana de boxe para as Olimpíadas de Pequim. Sério.

Este filme foi feito como um veículo para o comediante Adam Carolla, certamente não para o estrelato, uma vez que o filme foi lançado direto em DVD. Adam passa o filme inteiro dizendo frases de efeito, enquanto o resto do elenco serve apenas de escada. O problema é o seguinte: quem além de Adam Carolla poderia se interessar por um filme como assim? Tipo esse cara tem fãs? Isso é mais improvável do que acreditar que ele poderia de alguma forma competir nas Olimpíadas...

Saulo Gomes

(The Hammer, USA, 2007) Diretor: Charles Herman-Wurmfeldz Escrito: Kevin Hench e Adam Carolla (o que explica muita coisa) Elenco: Adam Carolla, Oswaldo Castillo, Harold House Moore, Christopher Darga, Jonathan Hernandez, Heather Juergensen. Duração: 88 min.

Voltar