Fofox Murder

A verdade está lá fora procurando gasolina para encher o tanque do carro.

Considerações Finais:

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP) David Zylbersztajn, tem em uma das paredes do seu escritório, um diploma de cidadão honorário do Texas, assinado pelo então governador e hoje presidente eleito dos Estados Unidos, George W. Bush. Isto significa que em caso de guerra o Tio Sam vai apoiar o Rio de Janeiro. Como geografia não é o forte de Bush, Brasília está condenada

O repórter Alexandre Garcia levantou outra hipótese para a troca do nome da estatal. A pronúncia de Bras em inglês seria muito parecido com a palavra sutiã. Isto deixaria os americanos confusos. Ora, se isto fosse verdade bastaria contratar como garotas-propaganda da Petrobras, a Mari Alexandre, a Cida Marques e a Danielle Winitis. As vendas com certeza iriam aumentar.

No dia 15 de março de 2000 a plataforma P-36 sofreu um acidente e acabou afundando no mar. O desastre ocorreu logo após as declarações do presidente FHC dando a entender que manteria a grafia do nome Petrobras. Evidentemente houve uma queda brutal nas ações da empresa, o que fez o governo brasileiro perder milhões de dólares. O mais impressionante foi a morte do engenheiro da Agência Nacional de Petróleo (ANP) Adalberto de Azevedo, 27 anos, que integrava a comissão da agência e da Marinha encarregada de apurar as causas do acidente da plataforma. Adalberto no dia 29 de março com sintomas de intoxicação alimentar, mas acabou falecendo com o intestino e o estômago destruídos. Os médicos não conseguiram encontra nenhuma bactéria e acreditam que houve envenenamento. Mais uma tentativa de esconder a conspiração...

O texto acima é uma obra de ficção e qualquer coincidência com pessoas ou terceiros é meramente acidental ou usada como forma de paródia.